terça-feira, 16 de outubro de 2007

Faça uma pausa com: Muse



Apesar de gostar de todo o tipo de músicas e de arrecadar um vasto número de bandas e de álbuns, não foi difícil de escolher o melhor que possuo.
“Origin of Symmetry” é um dos álbuns da banda de rock/indie Muse e, actualmente, o meu álbum favorito.
Este grupo teve início nos anos 90 e tem como elementos Matthew Bellamy (vocalista), Christopher Walstenhalme (baixo) e Dominic Howard (bateria).
Primeiro de tudo, recomendo este álbum a todos aqueles que gostam de sentir as músicas e de se deixar levar por elas, pois foi o que me aconteceu quando ouvi as 12 músicas que se encontram neste álbum.
Depois de “Showbiz” (2001), um dos álbuns dos Muse, lançaram “Origin of Symmetry”. Neste álbum, as entradas com piano, a voz chorada de Mathew e, é claro, as violentas e altas guitarras não poderiam faltar, aliás, estes são os elementos essenciais para as músicas dos Muse.
A sensação de liberdade, o prazer, o querer gritar, saltar, enfim, tudo o que possa vir à cabeça quando se ouve uma música, pode ser posto à prova no momento em que se ouve uma música deste álbum e, para este caso, uma das músicas que mais se destaca é a sensacional “Space Dementia”.

É absolutamente um álbum formidável!





Ana Teresa, 11º C

2 comentários:

Fátima Inácio Gomes disse...

Bom artigo Teresa. Sóbrio e equilibrado, sem grandes artifícios, mas abordando, de uma forma pessoal, o essencial do trabalho da banda. Bem! ;)

Teresa disse...

Obrigada sora!
Fiquei mais aliviada :D