sábado, 23 de maio de 2009

"La Movida" de Lloret de Mar


Todos os novatos chegam lá com receio. Mas, a partir da primeira noite, mudam-se as ideias. Falo da melhor experiência que os adolescentes podem ter: Viagem de Finalistas na terra de “nuestros hermanos”.
Tudo começa com uma viagem cansativa rumo a Espanha, mas cujo esforço vale a pena. Mal se lêem placas dizendo “Lloret de Mar” esquecemos as dores de costas, o sono e as saudades da nossa rica caminha. Aquele mundo de hotéis, adolescentes, smarts personalizados e guias da SporJovem ou LOL faz os nossos olhinhos brilharem.
A luta pelos hotéis é renhida, e nem todos ficam nos melhores. Mas é a partir do momento em que nos instalamos que começa "la movida" de Lloret.
Em terras lusas tratam as viagens de Finalistas como autênticas férias no Inferno. Fala-se em orgias, álcool e drogas, assaltos e muita insegurança. Confesso que cheguei lá a pensar que tinha que andar junto de grupos grandes, nos quais houvesse rapazes, para que não me acontecesse nada. Mas, a partir da primeira noite, constatei que podia andar apenas com as minhas meninas (Cátia e Cristina), pois não há falta de segurança. Pelo contrário. A polícia é tão rigorosa que até, para fazer cumprir a lei, os “mossos d’esquadra” punem severamente (tautau nos meninos!) quem bebe álcool na rua.
Voltando ao processo de instalação nos hotéis, devo dizer que desfazer as malas é a pior coisa. A falta de cruzetas e uma só cómoda para 3 pessoas colocarem cremes, maquilhagem, acessórios é mesmo um processo crítico. Mas também há coisas animadas, como decorar as varandas, ora com “balões” ora com bonecas.
Visto que nós não tivemos muita sorte com S. Pedro, não deu para nos banharmos em águas “lloreanas”, mas, pelo menos, conhecemos e reconhecemos o comércio local. Há imensas lojas tipo “150”, exploradas por peruanos; ópticas gigantescas; supermercados; boutiques e até sapatarias assustadoras.
Durante o dia ainda dava para realizar excursões, como ir ao PortAventura. Situado em Salou, é um dos melhores parques de diversões do mundo. Aquelas montanhas russas únicas, as paisagens e ambientes recriados, o Popeye e as diversões aquáticas valem mesmo os 40€.
À noite é tudo diferente. Esta começava com uma produção, em frente ao espelho, de cerca uma hora. Mas mal saíamos, constatávamos que valia a pena. Choviam elogios, entoavam-se cânticos (BARCELOS ALLEZ) ao longo de uma avenida com 200metros e carimbavam-se as mãos. De seguida, era só entrar nos bares e dançar, sorrir, conviver…
As escadas rolantes e o escorrega da Maria dos Copos, a grandeza da Colossos, as pizzas do Dream Café e as bailarinas do Moef Gaga marcaram mesmo. Tenho saudades das litronas da Joana das Jarras, do Gaby que nos oferecia shots e do amigo que nos molhava, da adrenalina sentida no PortAventura, de cantar o hino, na varanda Vip da Colossos, juntamente com o Pete tha Zouk, de ver a Nessa a olhar para o chão e a encontrar tickets de bebidas, de acordar e olhar para a janela do Sexy e fazermos contas, de ligar ao segurança por causa dos rebeldes do Porto, de fazer o percurso entre a recepção e o refeitório, de ver a Nessa a roubar toalhas lavadas, de gastar dinheiro nas máquinas, de dormir encostada ao aquecedor. Até tenho saudades de tirar aquelas fotos parvas!
Agora que voltei ao meu país, só penso na possibilidade de lá voltar. É uma alegria que tem tudo a ver comigo, que tem tudo a ver com os jovens. A liberdade não é o que marca. O que marca é a animação. Nós ríamos por tudo e por nada. Acordávamos com a senhora da limpeza às 14h, almoçávamos, dávamos um passeio, voltamos ao hotel para dormir, jantávamos e depois arranjávamo-nos para passar a noite a curtir. Muito álcool?! Claro… Mas também em Portugal ele existe. Drogas e sexo? Também cá há, e se calhar em maior quantidade. Por isso afirmo que a visão que há em Portugal acerca das viagens de finalistas é totalmente errada.
Se fosse algo inseguro, não tornava lá. Mas como adorei… P'ró ano quem sabe! :D


Sara Vila-Chã

28 comentários:

Cátia Bogas disse...

Oh Bi... Assim não dá.. Fico ainda com mais saudades daquela vidinha.. lol Sim, foi uma experiência muito boa mesmo e de preferência a repetir:P
Esqueceste-te de falar das capas de pintainhas e das secas que o Sexy apanhava todas as noites...
Ah, e da terrivel comida que se faz por lá (não admira que eles sejam todos assim para o magro...) lol E já agora do extintor rebentado e do hotel destruido...
é melhor para por aqui de falassemos de tudo so saimos daqui amanhã.
Valeu tudo apena!!
Obrigada Sporjovem
LLORET DE MAR <3

Anónimo disse...

Ai meu Deus... Este texto rebenta futilidade! Se calhar fazeres um texto mais produtivo não seria pior, em vez de andares ai a gabar-te das horas que passas em frente a espelhos...

Cátia Bogas disse...

Já que não tens coragem para te indentificares, o melhor mesmo é manteres-te calado(a). Que eu saiba os textos eram de tema livre, logo cada um podia escrever sobre o que quisesse..

Sara Vila-Chã disse...

Oh minha criança, não sei o que é pior! Se a minha dita futilidade ou a tua cobardia! :p*

Lloret <3

Anónimo disse...

De que adianta dizer que sou o João e sou de Setubal?
Conhecem-me?
Se os textos eram de tema livre, também sou livre de os comentar, correcto?
E se vocês acham que fazer um texto de tema livre é falar das horas que passam em espelhos e das parvoices que fazem, ainda têm muito que crescer...
Mais criatividade e menos futilidade dessas cabecinhas, é só isso que vos pedem...

Anónimo disse...

O bicho vai pêgá!

Cátia Bogas disse...

Não acredito na tua identificação, contudo continuo com a mesma opinião.. És uma pessoa muito frustrada..
Devias procurar tratamento!

Já agora devo também dizer-te que, como não és tu a avaliar-nos (felizmente) esses comentários pouco ou nada significam.. Ou seja, se o objectivo era fazer uma ofensa pessoal, devo informar-te que não resultou.

Anónimo disse...

Vê lá que não te chateies...
Não vou descer ao teu nivel!
Até depois

Faria disse...

isto está deveras interessante...

"Oh Zé trás as pipocas!"


"Ficamos horas a brincar sob a noite serena de verão
sentindo a leveza do futuro na ponta dos dedos
a confiança do absoluto
e a alegria do presente em estrofes perdidas nos confins dos séculos [...]"

Sara Vila-Chã disse...

Carissimo "João", estás à vontade para deixares os teus "contra-coments".
Até posso ser fútil, mas pelo menos sou mt feliz! E escrevo sobre aquilo que quero e bem me apetece! LALALA :D

Fátima Inácio Gomes disse...

Escreveste o texto sobre aquilo que mais te marca, neste momento. Descansa, não vou encarnar a psicóloga. Paixões à parte, o texto está muito bem redigido. E és feliz. E partilhas isso com as amigas. Para quê azedar? :D

"João" (tal como a Sara me apelidou) disse...

Bom, tal como esperaram, a professora comentou e, sem querer abusar das palavras que a mesma proferiu, creio não ter achado o texto muito interessante! Pelos vistos, até esta tem olhos na cara...
Cara Bogas, sendo eu, ou não, a avaliar, é geral a opinião (mais uma vez, sem querer abusar das palavras da professora)!
Parece que persistiu a realidade à futilidade...
Menos um ponto para o mundo das bonecas! "LA LA LA :D"

Anónimo disse...

"Joao"?? sim sim há uma coincidencia incrivel nas horas dos comentários! mas enfim...
Qem será o(a) infeliz que ao sabado á noite nao sai?! isto ja seria a frustração a falar mais alto!
aranja amigos e diverte.te coração!

a futilidade de uns é a inveja de outros! e de futil só os 10 pares de sapatos que foram e vieram de lloret XD

mesmo que nao diga que sou a Maria de Barcelos conheces.m muito bem!
és grande vi, e já agr continua a escrever textos assim, que das trabalho aos psiquiatras com a quantidade de deprimidos que ja andam a falar dele ;D

Sara Vila-Chã disse...

Diria eu que não há razão para tanta polémica em torno de um texto. Apenas escrevi sobre boas recordações (há quem as tenhas!) e fiz questão de mostrar que não é necessário recear as viagens de finalistas, porque elas são seguras. Basta que cada um conheça os limites.
Quanto à tal futilidade referida pelo caro anónimo, apenas posso dizer que esse sujeito não sabe o que é futilidade. Nem tão pouco o que é a ironia e a brincadeira.

P.s: Caro "João", se critica assim o mundo das bonecas, o que faria perante o mundo das Borboletas?!

Sempre feliz e satisfeita,
Sara (mais concretamente Aquela Sara que apelida):p

Nuno Areia disse...

e o burro sou eu???

.

.

.

Anónimo disse...

LER SÓ LETRAS MAIUSCULAS


À NOITE é tudo diferente. (...)Mas MAL SAIMOS, constatávamos que valia a pena. Choviam elogios, entoavam-se cânticos AO LONGO DE UMA avenida COM 200METROS e CARIMBAVAM-SE AS MAOS.(...)VALEM MESMO OS 40€.
TENHO SAUDADES (das litronas da Joana das Jarras, do Gaby que nos oferecia shots e) DO AMIGO QUE NOS MOLHAVA

ACORDAMOS (..) arranjávamo-nos para passar a noite A CURTIR. MUITO ALCOOL?! CLARO… Mas também em Portugal ele existe. DROGAS E SEXO? TAMBEM cá há, e se calhar EM MAIOR QUANTIDADE.

OH "JOAO" ACHAS ISTO FUTIL??

Fátima Inácio Gomes disse...

Os "anónimos" já paravam, ou se identificavam com honestidade. Ou vou ter que começar a exercer acção censória... até pode ser que tenha a sua vertente didáctica: os meninos sentem aquilo que é apontado no "Felizmente há Luar" e afins... a censura.

Eu preferia que já tivessem aprendido o valor da "liberdade".

Vitorugo disse...

É mesmo incrivel como um mero texto de blog, pode dar origem a uma discussão destas...

Um lugar que deveria ser propicio para discutirem sim os textos postados, passou rápidamente a praça publca onde as pessoas se atacam mutuamente com insultos...

Futilidade??? Sim, existe em todos estes comentários, que salvo pontuais excepções, se encontram aqui postados...

Quanto ao texto, acho que a professora já disse tudo, para que acrescentar ou supor algo mais?

Cláudia disse...

AHAHHAHAHAH


"Ou vou ter que começar a exercer acção censória... "

Baaa cortes! *evil*

"Futilidade??? Sim, existe em todos estes comentários, que salvo pontuais excepções, se encontram aqui postados..."

é pegar e embrulhar que é pró almoço!!

Faria disse...

Toma lá, arrota que é molotofe...

Anónimo disse...

horas em frente aos espelhos?

elogios?

cruzetas k n xegam?

cremes, acessorios, roupa bla bla bla

oh meu deus

Anónimo disse...

aquela parte das letras maiusculas...

ta linda!

parabens ao anonimo!

=)

Anónimo disse...

ora bem, falando em nome de todos os anónimos, somos uma camada de larilas que achamos um grande conforto em dizer por aqui o que não conseguimos dizer nas beiças desta gente que conhecemos e com a qual nos cruzamos todos os dias...

Fátima Inácio Gomes disse...

Ahahahahah
Bom, a honestidade do Anónimo das 22:04 é tal que nos (apreciem o majestático!...) escusamos de acrescentar seja o que for.

E faz muito bem a autora do texto, que já nem dá resposta. Noblesse oblige. Enquanto isso, o vulgo diverte-se.

Vá lá, meninos, associem-se ao Bloguistas Anónimos e curem-se!:D

Cátia Bogas disse...

Concordo plenamente com a sinceridade do anónimo das 22.04, infelizmente devo dizer que a sociedade dos anónimos está a ficar tão comum que começo apenas a ler os comentários que estejam identificados, visto que como quem se apresenta como anónimo tem medo de ser conforntado por causa do que diz (e por isso não se apresenta), penso que não existe interesse em ler esses tipos de comentários.

Tornem-se mais criativos!!

Anónimo - Faria disse...

...

João disse...

Primeiramente, devo dizer que a minha intenção nunca foi ofender a autora, tal como outros anónimos fizeram, mas sim criticar o texto!
Depois não acho correcto que a menina Bogas ande por ai a insultar os anónimos, só lhes dá razão, pois os insultos não são de todo a melhor maneira de resolver as coisas, simplesmente deve ignorar-se.
Por último, o anónimo que anda a falar nos nomes dos outros, que deixe de o fazer, pois para mim eu não sou um "larila" que acha conforto a criticar textos de pessoas, e muito menos de pessoas que não conheço!

Quanto á pergunta da Sara, devo dizer que não conheço o mundo das borboletas, mas será, com certeza, um bom mundo!

Scorpionster disse...

ui, já se anda a discutir o direito à identidade própria dos anónimos?

mandem este texto pó "nós por cá"... Parecendo que não, é obra...