segunda-feira, 31 de março de 2008

Roads

Seguem, os carros,
por ruído e fumo lamacento;
Marcham, emparelhados,
sobre longos fios de negro.

Deslizam, dominados,
pela geometria das linhas;
Movem-se, agitados,
na impaciência das buzinas.

Aguçam, velozes,
as suas lâminas e vidros;
Cortam, exangues,
Mãos, olhos...amantes em gemidos.

Oh como seduz a vossa derme;
Tão lustrosa, tão macia e reluzente!
Não fosse o descascar-se com a unha,
mostrá-la nua, torpe e decadente!

Mas, eis que ao vosso lado:
Fracos
Poeirentos,

Seguem, os humanos,
por ruído e fumo lamacento;
Marchando, emparelhados,
sobre longos fios de negro.

4 comentários:

Cláudia disse...

o "apontamentozito"

Scorpionster disse...

oh... já tinha ouvido...

:p

Cláudia disse...

duas cajadadas nesse nariz!

...ouviste mas não conseguiste ler cof
:p


**vou de autocarro para a escola e depois dá nisto...cof

A ti Cesário,em minha pequenez, a minha eterna gratidão...

Fátima Inácio Gomes disse...

RAIOS, rapariga, como tu escreves BEM!!! Não tenho palavras! Perco sempre as palavras!...